Rabiolas

from by hugo rafael.

/

lyrics

Os fios dos postes , das esquinas.
Emaranhados em rabiolas.
Guitarras tipo craviolas, dissonando.

Avisando que a vida não é bela,
Quando passa na janela.
Assistindo bem sereno e passivo.

Amor, seja leve, voe sem limites.
Sai como eu, que do nada, assumiu o papel principal.

E nada vai conter, e tudo vai suprir o que não fiz.

Quem sempre esteve aqui, a disposição dos olhos virgens.
Com a cuca fresca, a simplicidade vai invadir seu viver.
E no fim vai me agradecer por ter-lhe feito prestar atenção.
Nas rabiolas da verdade.

Os fios dos postes , das esquinas.
Emaranhados em rabiolas.
Guitarras tipo craviolas, dissonando.

Avisando que a vida não é bela,
Quando passa na janela.
Assistindo bem sereno e passivo.

Amor, seja leve, voe sem limites.
Sai como eu, que do nada, assumiu o papel principal.

E nada vai conter, e tudo vai suprir o que não fiz.

Quem sempre esteve aqui, a disposição dos olhos virgens.
Com a cuca fresca, a simplicidade vai invadir seu viver.
E no fim vai me agradecer por ter-lhe feito prestar atenção.
Nas rabiolas da verdade, mesmo presas, estão curadas, sem malícia, como um fruto, da criança que é a esperança de um mundo melhor.

credits

from RAPH UM (ALBUM), released December 10, 2016

tags

license

all rights reserved

about

hugo rafael. Sorocaba, Brazil

contact / help

Contact hugo rafael.

Streaming and
Download help